O Diluvio foi Universal ou Local? Parte 1



                                   O Tema em questão tem sido instrumento de debates acalorados em Universidades e centros teológicos, e também no seio da população em geral. Há várias duvidas pertinentes ao Diluvio, mas a que vou tratar aqui é acerca do assunto, se, o Diluvio foi o Universal ou Restrito? Noé e sua Arca enfrentou um Diluvio de Proporções limitadas a uma região do globo terrestre ou um Diluvio cujas águas cobriram toda a Terra? Para chegar a uma conclusão concreta, vou utilizar a Bíblia como fonte do relato do Diluvio e a Ciência para saber se o Relato do texto sagrado tem base na Ciência.

1)      I Segundo o Relato da Bíblia

No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram,
E houve chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites.
E no mesmo dia entraram na arca Noé, seus filhos Sem, Cão e Jafé, sua mulher e as mulheres de seus filhos. Gênesis 7:11-13
E durou o dilúvio quarenta dias sobre a terra, e cresceram as águas e levantaram a arca, e ela se elevou sobre a terra.
E prevaleceram as águas e cresceram grandemente sobre a terra; e a arca andava sobre as águas.
E as águas prevaleceram excessivamente sobre a terra; e todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu, foram cobertos.
Quinze côvados acima prevaleceram as águas; e os montes foram cobertos. Gênesis 7:16-20
                        Moisés o autor do Relato Bíblico de Genesis informa que as águas:
“E as águas prevaleceram excessivamente sobre a terra; e todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu, foram cobertos. Quinze côvados acima prevaleceram as águas; e os montes foram cobertos”
                        Será que com estes acontecimentos o volume das águas seria suficiente para inundar toda a Terra? Explica de onde vieram as águas:

        I.            Rompimento de todas as fontes de águas do Grande Abismo
      II.            Abertura das Janelas dos Céus
    III.            Duração de 40 Dias e 40 noites de Chuvas


                                             I.            Rompimento de todas as Águas do Grande Abismo


a)      Bíblia

A Bíblia Sagrada não contradiz a si mesma, ela comunica que outrora, a Terra era totalmente coberta de água, até a segunda fase da criação.
  
E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas.
E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi.
E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.
E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom. Gênesis 1:6-10

b)      Ciência

                 A Ciência confirma a existência de águas abaixo da superfície da Terra, e o mais espantoso é que Cientistas estimam que a quantidade de águas abaixo da superfície da Terra varia de 3X a 10X a quantidade existente acima da superfície do globo terrestre.
                 Então, o relato Bíblico não está longe da verdade, ou melhor, o relato bíblico é verdadeiro, porque se rompendo as águas dos Abismos, de fato pode cobrir toda a Terra.


c) Consequências 

Pelo que tudo indica houve um cataclismo nas profundezas do mar e da terra, causando ondas gigantes (30 metros) semelhantes a que testemunhamos no Japão e no Oceano Indico atingindo varias Ilhas da região, e ceifando a de mais de 230 mil pessoas.  




                                           II.            Abertura das Janelas dos Céus

Temos água na atmosfera, e a quantidade de água é imensa, podendo inundar cidades inteiras. As fortes chuva India, China e Bangladesh tem sido prova de tão catastrófica pode ser as chuvas. Algumas cidades da Região Nordeste do Brasil até hoje tenta se recompor das terríveis consequências das fortes chuvas de 2012 (Vídeos abaixo de enchentes)



                                         III.            Duração de 40 Dias e 40 Noites de Chuvas


A Duração da chuva é um fator determinante para inundações, pois chuvas de 01 a 03 dias podem alagar cidades, comprometendo o transito e invadindo casas em áreas mais baixas da cidade. Enquanto, que chuvas intensas entre 5 a 7 dias colocam muitas Cidades em estados de emergência por causas dos transbordamentos de rios, lagos e represas, em determinadas circunstancias. 
Então, diante do Rompimento das Fontes do Grande Abismo cujo o volume das águas é estimada de 3x a 10x mais do que as águas existentes na superfície; por si só já teria condições de inundar a terra varias vezes. Considerando ainda a duração da Chuvas de 40 dias e 40 noites, tornaria o relato bíblico veraz, um Diluvio Universal.  





Força de enchente derruba prédios inteiros na China e outros vídeos - TV UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

GUERRA NA LÍBIA: IMAGENS E VÍDEOS FALAM POR SI