Pular para o conteúdo principal

ABGLT protesta contra deputado acusado de homofobia em comissão




Deputado do PSC é alvo de críticas de ativistas por conta de comentários considerados racistas e homofóbicos Foto: Reprodução
Deputado do PSC é alvo de críticas de ativistas por conta de comentários considerados racistas e homofóbicos
Foto: Reprodução

Leia Opinião do Autor deste Blog no final
Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) emitiu nota de protesto contra a indicação do deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para o cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados. Feliciano ficou conhecido após mensagens no Twitter como "africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato" além de outros textos pelos quais é acusado - além de racismo - de homofobia.
O PSC deve indicar o escolhido apenas na próxima terça-feira, mas o nome de Feliciano, vice-líder da bancada do partido, circula nas redes sociais como um dos mais cotados para assumir o posto. 
"O parlamentar indicado para presidir a mencionada CDHM tem feito reiterados pronunciamentos públicos que vão na contramão dos objetivos primordiais desta comissão. Em mais de uma ocasião, teceu comentários depreciativos à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, mostrando-se totalmente refratário ao reconhecimento dos direitos destas pessoas, indo na exata contramão do entendimento do Supremo Tribunal Federal", diz a associação, ao citar que a corte reconheceu publicamente a legitimidade da existência de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais e reconheceu o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
ABGLT afirma ainda que são preocupantes as mensagens "infelizes" do deputado no Twitter e suas pregações que afirmam que a aids é uma "doença gay" e que existe um ativismo homossexual promovido por "satanás".
"Em suma, considerando estes precedentes, delineia-se claramente que a indicação de um quadro proveniente do segmento fundamentalista religioso significa RETROCESSO na luta do povo brasileiro por liberdade, igualdade e justiça social, pilares fundamentais para uma convivência pacífica e solidária. Por este motivo, conclamamos a todos os setores da sociedade comprometidos com a consolidação da democracia, seja em suas instituições, seja nas relações interpessoais, a se manifestarem contrariamente a esta indicação."


FOnte: Terra


Opinião do Bispo Jéferson Fabiano (autor deste Blog):


"O X da Questão não é o fato do Pastor Marco Feliciano ser Homofóbico ou não. O Problema é o fato do deputado bater de frente com argumento nem sempre refutados pelos principais representantes da ABGLT.

Outro X da Questão é o fato do Deputado ser evangélico,  tomara que o PSC, aponte a deputado Hidekazu Takayama (PSC - PR).  

Até agora Marco Feliciano foi apenas "Acusado" de Homofobia e Racismo, e nada mais, ninguém até agora provou se ele é ou não Homofóbico e racista. 
Assim também o deputado Jean Willys é acusado de Hetrofóbico e Intolerante religioso. 

Conclusão: A ABGLT deseja que um gay venha presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias. E boa parte dos Membros da Imprensa apoia a ideia por não admitir que um religioso do porte de Marco Feliciano venha presidir a CDHM.

É mais um ato por parte da ABGLT de heterofobia e intolerancia debaixo de nossos olhos e ninguém na mídia de renome fala nada.    



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

GUERRA NA LÍBIA: IMAGENS E VÍDEOS FALAM POR SI