Quem foi Salomão e H.L.D. Rivail?


 
                                É sempre bom comparar nossas fontes de informações com outras fontes, para saber onde está a verdade, se as informações colhidas são seguras ou não. Será que as opiniões que temos formado são baseadas em vãs filosofias? Nas tradições humanas? Ou de fato nossas opiniões estão de acordo com os verdadeiros ensinos de Cristo Jesus nosso Senhor? Sobre isto escreveu o apostolo Paulo:

Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; (Cl. 2:8)

a)    O Sábio Rei Salomão

                             O Sábio Rei Salomão (hb. Pacifico) Deus chamava-o de Jedidias que significa ‘Amado de Jeová’, nascido em Jerusalém, foi o terceiro Rei de Israel, reinou 40 anos (1ª Rs. 11; 42), reinou cerca de 980 anos antes de Cristo. Filho predileto do Rei Davi, sua mãe chamava-se Bete-Sebá (2ª Sm. 12: 24), foi o último rei do Reino de Israel Unificado, depois do governo dele, o Reino foi divido, surgindo dois reis ao mesmo tempo (1ª Rs. 11: 43)
                          Foi um Rei sábio e empreendedor, investiu na indústria Naval naquela época (1ª Rs. 9: 19,26) um grande líder (1ª Rs. 9: 22,23) expandiu o espaço territorial do Reino de Israel (1ª Rs. 4: 21-24). Foi ele o líder da Construção do suntuoso Templo de Salomão para a honra e a Gloria de Deus.
                         A Escritura Sagrada alude a Salomão como um Homem sábio e inspirado por Deus. Embora a mesma Escritura Sagrada por ser tão autentica, confiável e verdadeira, faz denuncias dos pecados de Salomão, no entanto a mesma Escritura dá um parecer da reconciliação Salomão com Deus. Afinal de contas, todos os homens que pisaram na terra pecaram, o único que não pecou foi o Senhor Jesus.

Rm. 3: 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
24 sendo justificados gratuitamente pela sua graça,
mediante a redenção que há em Cristo Jesus,
25 ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência,
deixado de lado os delitos outrora cometidos...

                             Segundo a Tradição Salomão quando jovem escreveu ‘Cantares de Salomão [Cânticos dos Cânticos]’, na meia idade Provérbios, e idoso escreveu ‘Eclesiastes’. No livro de Eclesiastes ele aponta as suas desilusões com o mundo de pecado.    

1ª Rs. 4: 29 - Ora, Deus deu a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento,
e conhecimentos múltiplos, como a areia que está na praia do mar.
30 A sabedoria de Salomão era maior do que a de todos os do Oriente
e do que toda a sabedoria dos egípcios.
31 Era ele ainda mais sábio do que todos os homens,
mais sábio do que Etã, o ezraíta, e do que Hemã, Calcol e Darda, filhos de Maol; e a sua fama correu por todas as nações em redor.
32 Proferiu ele três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco.
33 Dissertou a respeito das árvores,
desde o cedro que está no Líbano até o hissopo que brota da parede; também dissertou sobre os animais, as aves, os répteis e os peixes.
34 De todos os povos vinha gente para ouvir a sabedoria de Salomão,
e da parte de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria.
       
b)    Allan Kardec

  Hippolyti de Leon Denizard Rivail, nascido em 1804 e falecido em 1869, era professor e médico Frances, usou o pseudônimo Allan Kardec um poeta celta de origem duvidosa, não há provas concretas da existência de Allan Kardec. Mas Denizard Rivail se declarava enquanto vivia ser a Encarnação de Allan Kardec. 
    Influenciado por um amigo começou a freqüentar sessões espíritas, tornou-se um médium, em 1858 fundou em Paris a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.
   Alguns de seus Livros “O Livros dos Espíritos” (1857), ‘O Que é Espiritismo’ (1859), ‘O Livros dos Médiuns’ (1861), O Evangelho Segundo o Espiritismo (1864), O Céu e o Inferno (1865), A Gênese (1868), e Obras Póstumas.   

                              Denizard Rivail fez uma declaração ousada e polemica, a qual não tem nenhum fundamento bíblico, ele apresenta Moises como a Primeira revelação, Cristo como a Segunda Revelação e Allan Kardec como a terceira.                                                            

Cristo Jesus cita Salomão como uma pessoa real, Cristo refere-se a Salomão com um grande sábio porque aprovou os ensinos de Salomão.
          
A Rainha do sul se levantará no juízo com os homens desta geração, e os condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão; e eis, aqui quem é maior do que Salomão. (Lucas 11: 31)

                             Por outra via não fez nenhuma indicação direta ou indireta a Allan Kardec. Agora cabe aqui uma pergunta: Em quem devemos confiar e acreditar em Allan Kardec ou no Rei Salomão? Faça suas comparações e tire suas conclusões.

b)    Salomão MAIS CRÉDITOS do que a Allan Kardec

·        Salomão chamado pelo próprio Deus de Jedidias = ‘Amado por Deus’
·        Sabedoria concedida por Deus e não por Homens
·        Salomão com muitíssimo Entendimento, uma faculdade de compreensão muitíssimo ampla
·        Salomão com conhecimento múltiplo, conhecimento em todas as áreas
·        Jesus apresenta Salomão como um grande sábio

c)     Motivos para NÃO DÁ CREDITO aos escritos de Allan Kardec

·        Hippolity L. D. Rivail recebeu sabedoria humana, e não sabedoria divina para estabelecer sua doutrina.
·        A Doutrina de Salomão veio de diretamente de Deus, H.L.D. Rivail recebeu diretamente de Allan Kardec como ele mesmo dizia.
·        A Sabedoria de H.L.D. Rivail era limitada demais, enquanto a sabedoria e conhecimento de Salomão eram múltiplos.
·        Jesus não apresenta Allan Kardec como um sábio. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

GUERRA NA LÍBIA: IMAGENS E VÍDEOS FALAM POR SI