Organização cristã lista os dez piores atos anticristãos de 2011 segundo a opinião pública.



6 de janeiro de 2012
Uma organização cristã fez uma enquete com cristãos norte-americanos sobre quais seriam os dez piores e mais enfáticos atos anticristãos do ano de 2011 nos Estados Unidos.
O levantamento tem o objetivo de divulgar o que, na visão pública, foi considerado mais ofensivo ao direito de fé e liberdade de expressão. “Fico sempre surpreso com os resultados de nossa pesquisa de opinião pública e neste ano não é exceção”, afirma o Dr. Gary Cass, da DefendChristians.Org, uma organização que faz parte da Comissão Anti-difamação de Cristãos.
Na lista, há inclusive represálias à manifestação de pensamento e uma pressão feita por ativistas gays sobre a empresa Pay-pal, especializada em transferência de dinheiro online, para que investigasse organizações pró-cristianismo.
Nesse segundo caso, o blogueiro e ativista cristão Júlio Severo foi uma das vítimas. Uma organização gay solicitou que o Pay-pal bloqueasse a conta de dez entidades cristãs, e incluiu nessa lista, a conta dele. “Por um longo tempo, tenho estado sob ataque de ativistas gays do Brasil. Mas esta é a primeira vez que uma organização gay americana me coloca na lista negra com grandes organizações cristãs”, afirma Severo em seu blog.
O Dr. Cass, da DefendChristians.Org, acredita que a indignação pública com os excessos cometidos pelos ativistas gays pode resultar em um grande movimento neste ano de eleições presidenciais nos Estados Unidos: “O fato de que as questões número 1 e 2 são políticas públicas e de natureza política mostra que os cristãos estão muito preocupados com a direção política do país. Eu não ficaria surpreso se isso se traduzir numa forte reação política em 2012”.
Confira abaixo a lista das dez situações consideradas mais anti-cristãs:
1 – Jerry Brown, governador da Califórnia, sancionou uma lei que força os currículos e livros didáticos de escolas públicas a “celebrar” os homossexuais, os transgêneros e bissexuais.
2 – O presidente Obama declarou junho como o “Mês do Orgulho Lésbico, Gay, Bissexual e Transgênero” e usou as dependências da Casa Branca para que os homossexuais fizessem sua celebração.
3 – Um estudo bíblico foi encerrado na cidade de San Juan Capistrano, na Califórnia, por autoridades que afirmaram que o grupo precisava de licença porque o estudo bíblico deles representava risco para a saúde e segurança pública.
4 – Uma campanha de ativistas homossexuais fez com que o PayPal, a empresa de transferência de dinheiro online, lançasse uma investigação contra organizações cristãs pró-família, entre as contas investigadas, estava a do ativista cristão brasileiro, Júlio Severo.
5 – Por causa de uma queixa legal feita pela organização esquerdista ACLU, o Tribunal Regional Federal da 9ª Região deu como decisão que o Memorial de Guerra do Monte Soledad em San Diego era inconstitucional. O Memorial era uma cruz gigante.
6 – Na cidade de Kalispell, Montana, ativistas pró-vida foram atacados por uma bomba incendiária durante uma vigília de oração em frente de uma clínica de aborto. Ninguém ficou ferido, mas um policial comentou que os ativistas deveriam esperar esse tipo de reação por suas atividades.
7 – Um professor cristão da Flórida foi suspenso depois que a direção da escola descobriu que ele postou na internet apoio ao casamento tradicional.
8 – Um homem cristão de Minnesota foi demitido de seu emprego porque uma de suas colegas de trabalho esteve num estudo bíblico conduzido por sua esposa.
9 – Na cidade de Franklin, Massachusetts, um manifestante foi surrado pela polícia por distribuir pacificamente materiais pró-vida. A polícia o acusou de conspirar para colocar bombas.
10 – Por duas vezes, a rede de televisão NBC removeu as palavras “sob Deus” do Juramento de Lealdade à bandeira americana.
Fonte: Gospel+ / Jornal Gospel News

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

Curiosidades sobre Otavio César Augusto