A Pastora Priscila, Esposa de Áquila (ATOS)


A Pastora Priscila, Esposa de Áquila
 
Atos 18:1 Depois disto Paulo partiu para Atenas e chegou a Corinto.
2 E encontrando um judeu por nome Áquila, natural do Ponto, que pouco antes viera da Itália, e Priscila, sua mulher (porque Cláudio tinha decretado que todos os judeus saíssem de Roma), foi ter com eles,3 e, por ser do mesmo ofício, com eles morava, e juntos trabalhavam; pois eram, por ofício, fabricantes de tendas.
4 Ele discutia todos os sábados na sinagoga,
e persuadia a judeus e gregos.

                             Priscila, também conhecida como Prisca, era judia, casada conforme a lei com um judeu chamado Áquila, natural de Ponto. Outrora, moravam em Roma, até que Cláudio por volta de 50 d.C. decidiu expulsar todos os judeus de Roma. (At. 18:1)
                                Segundo Suetônio (Claud. XXV.4) a causa da expulsão dos judeus serem expulsos de Roma foi a disputa tumultuada entre Judeus e cristãos, denominada como Chresto.
                            Paulo residiu por tempo com este casal que arriscou a vida deles por causa de Paulo e do Evangelho que pregava. (Rm. 16:4) Paulo chega ao ponto de chamar Priscila e Áquila como ‘Meus Cooperadores’ (Rm 16:3) e todos sabem que Paulo era apostolo, assim eles cooperavam com o apostolado de Paulo, e para tanto era preciso conhecer a Bíblia Sagrada a fundo, principalmente o Antigo Testamento, para assim provar dentro do Velho Testamento que Cristo Jesus era o Messias Prometido.
                       Priscila ao lado de Áquila possuía tanto conhecimento bíblico que conseguiu convencer ninguém menos que Apolo, um homem poderoso nas escrituras que ele estava “precisando saber um pouco mais do que já sabia”.  

At. 18:24 Ora, chegou a Éfeso certo judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, homem eloqüente e poderoso nas Escrituras.
25 Era ele instruído no caminho do Senhor e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão as coisas concernentes a Jesus, conhecendo entretanto somente o batismo de João.
26 Ele começou a falar ousadamente na sinagoga: mas quando Priscila e Áquila o ouviram, levaram-no consigo e lhe expuseram com mais precisão o caminho de Deus.

                                 Com toda certeza Priscila exercia o papel de pastora, sua residência contava com uma Igreja e na ausência de Paulo e Áquila (Rm 16:1-5), Priscila desenvolvia sem nenhum embaraço suas atividades pastorais. E na presença de Paulo, Áquila, Apolo e outros ganhava créditos para realizar a obra do SENHOR com autoridade, conhecimento do Antigo Testamento, o qual é alicerce do Novo Testamento.  

O Ministério Pastoral de Priscila em resumo (Comp. 1ª Tm 3:2-5)

- Não espancadora e Inimiga de contendas, Paulo não viu agressividade de Priscila com Aquila se assim fosse não se habilitaria a morar com eles.
- Não gananciosa fazia tendas, trabalhando arduamente com o marido;
- Governava bem a sua casa, apesar de desenvolver atividades na Obra de Deus era uma boa dona de casa.
- Irrepreensível
- Casada com um só marido, Áquila;
- Temperante, não era uma mulher rixosa, mas uma cooperadora do Evangelho
- Sóbria
- Ordeira
- Apta para ensinar
- Casada com um judeu conforme as normas divinas;
- Não dada ao vinho
- Hospitaleira, hospedou Paulo em sua residência
- Honesta
- Trabalhava junto com Marido e Paulo fazendo tenda
- Dirigia culto
- Evangelizava
- Instruía, ensinou a Apolo o Caminho de Deus
- Conhecedora Profunda das Doutrinas Sagradas (teóloga)

1ª Tm 3: 2 É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio,
 ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar;
3 não dado ao vinho, não espancador, mas moderado, 
inimigo de contendas, não ganancioso;
4 que governe bem a sua própria casa,
tendo seus filhos em sujeição, com todo o respeito

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

GUERRA NA LÍBIA: IMAGENS E VÍDEOS FALAM POR SI