Doutrina: Espírito Santo


Introdução

                              Nas Igrejas os nomes mais anunciados são: Jesus e Deus há um oceano de dúvida na maioria das pessoas sobre Quem é o Espírito Santo e qual o seu papel. Sem contar com vários ensinos heréticos sobre o Espírito Santo. Neste caso vendo a necessidade da Igreja de um Ensino Básico sobre o Espírito Santo (Pneumatologia) onde qualquer membro possa entender e saber Quem é o Espírito Santo e seu papel, eis aqui esse material de estudo com base nas Escrituras Sagradas, que é a própria Palavra de Deus, com base também nos pilares das Doutrinas Cristãs ensinadas nas Igrejas Cristãs que adotaram o Ensino Original da Igreja Primitiva dos Tempos de Cristo, sem abandonar a Fé e a Verdadeira Doutrina.

                                   De um modo simples e prático é a nossa intenção é passar para você uma visão ampla sobre o Espírito Santo, o qual é a terceira pessoa da Santíssima Trindade. Nada melhor do que a Palavra do Deus Eterno e Poderoso para definir. Quando firmamos nossas crenças em várias passagens bíblicas do Velho Testamento e do Novo Testamento, nas Palavras de Cristo, do Deus Pai e do Deus Espírito, fica descartada toda e qualquer possibilidade de erro ou dúvidas.

                                   Existem confusões e dúvidas acerca até dos Dons Espirituais, principalmente quanto ao Dom de Línguas, Profecias e em alguns segmentos religiosos há distorções até quanto ao Dom de Curas. Este material vai esclarecer algumas duvidas e eliminar algumas dúvidas acerca do Amigo Espírito Santo. Para alguns esses dons citados cessaram, não existem mais, nesse sentido vamos entrar nas Escrituras Sagradas para chegar a uma conclusão. Outros alegam que o Espírito Santo é apenas uma Força Ativa de Deus. Ainda outros afirmam que a Santíssima Trindade não existe, que o Pai, o Filho e o Espírito Santo foram diferentes manifestações de Cristo na terra. Há grupos que identificam o Espírito Santo como uma falange de Espíritos de Luz. E por ai vai uma série de conceitos e opiniões, nada melhor do que verificar a Bíblia para saber quem de fato é o Espírito Santo. 

                                   Nosso compromisso aqui é apresentar o Espírito Santo de acordo com as Escrituras Sagradas, a qual é reconhecida e autenticada como a Palavra do próprio Deus, e por sua vez é independente de qualquer conceito religioso, e esta acima de qualquer religião e filosofia.

                                   No Velho Testamento existem cerca de 88 referencias a pessoa do Espírito Santo, no livro de Atos dos Apóstolos é citado mais de 45 vezes e mais de 270 vezes em todo o Novo Testamento.


A - Natureza do Espírito Santo

                             A Pessoa do Espírito Santo


                                   Alguns deduzem que o Espírito Santo é um ser impessoal devido aos nomes e símbolos usados a respeito Dele como: fôlego, vento, poder, fogo, azeite e água. Quanto isso disse Jesus:

“Respondeu Jesus: Em Verdade, em verdade te digo: Quem não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne, é carne, e o que é nascido do Espírito, é espírito.”(Jo. 3:5)

                                    Registra-se aqui três tipos de nascimento necessários para o Cristão, um é o nascimento da água, o Batismo nas Águas em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e o segundo é Batismo no Espírito Santo, dois requisitos básicos para entrar no Reino de Deus. Essa idéia é reforçada em S. Marcos 16:16.

“Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expelirão os demônios; falarão novas línguas...”.



                                   Alguns Dons Espirituais são apresentados como uma das marcas registradas para os verdadeiros Cristãos que seguem a Cristo, seria um compromisso de Deus com os seus seguidores, tipo um Revestimento de Poder e habilidades especiais para servos realizarem a Obra de Deus. Primeiro a pessoa nasce de novo nas águas e depois ela passa para aprender a trabalhar com a pessoa do Espírito Santo para realizar a obra de Deus, seu papel aqui é de Preparador, Professor, treinador do povo de Deus.


                                   O terceiro tipo de nascimento seria um nascimento natural, na carne, o que Jesus difere colocando lado a lado os tipos de nascimento colocando como vital o nascimento da água e do Espírito associados para que entremos no Reino de Deus.

                                   Aqui o simbolismo da Água e diferente do Espírito, apesar de algumas passagens o Espírito ser comparado com água para purificar e saciar a sede. Nesta passagem a água tem outro simbolismo representar nascer de novo. É como nas Escrituras Sagradas Deus comparar coisas materiais com espirituais para explicar ou passar alguma mensagem. O que ocorre com a pessoa do Espírito Santo quando comparado com água, fogo, azeite, Poder, Vento e Fôlego. 
                
        “E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.”(Jo. 20:22)
       
                                            A Primeira impressão que temos é que o Espírito Santo é um Vento, mas se meditarmos nas palavras do Mestre Jesus, o que sai pela boca é que o sai do coração(Mt.15:18) e o coração é como a sede da alma do ser. Quando Jesus assoprou saiu de sua boca saiu a essência de sua alma, o Espírito Santo, que como vento impetuoso viria sobre eles.(At.2:2) Jesus estava enviando os discípulos para realizar a Obra, no entanto eles precisariam de um instrutor, o Espírito Santo conforme prometido em João 15:26. O Espírito Santo como pessoa é Descrito pelo Senhor Jesus Cristo como o Consolador o qual dá Testemunho Dele.

         “Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim.”(João 15:26)

                                                 Vento, Água, fogo, azeite ou qualquer coisa semelhante é impossível oferecer consolo para o ser humano aflito, porém, uma pessoa pode consolar a outra. Vento, água, fogo, pomba ou poder são incapazes de testemunhar de Cristo, no entanto uma pessoa é capaz de testemunhar de outra.

                                            O Espírito Santo foi enviando como o Consolador do Povo de Deus diante das adversidades sob o crivo de aprovação do Pai e Filho de comum acordo entre os três, para testemunhar de Cristo para os homens, convencendo o homem do pecado e da necessidade de arrependimento. Nesse contexto o Espírito Santo não é apresentado simbolicamente, mas como ele é de fato: Espírito.
                                        
         “Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, se eu for, enviar-vo-lo-ei. E quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo... Mas quando aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir...”(João 16:7,8,13)

                                            Todavia digo-vos a verdade... Com sempre Cristo esteve firmado na Verdade, se apresentou como a própria Verdade em pessoa, quando Pilatos o perguntou qual a verdade, não respondeu porque Ele era a própria verdade. Cristo não veio com o objetivo de enganar a ninguém, veio com o objetivo de desenganar a todos, Cristo fala a verdade, mesmo que o mundo esteja repleto de mentira.

                                            ...Que vos convém que eu vá...Na ocasião em que o Deus Filho, Cristo Jesus estava na encarnado na terra, ele não podia permanecer por muito tempo, porque ele precisa partir para que o Deus Espírito Santo pudesse atuar entre os homens.A Obra Redentora é realizada em três etapas a primeira O Deus apresenta a Lei para que a humanidade saiba o que é pecado e o que não é.(Ler e meditar Romanos 5,6 e 7) Cristo veio oferta-se como sacrifício para salvar a humanidade da perdição, dispensando o sacrifício de animais, Cristo ofertou a si mesmo em favor de todos para que todos tenham vida (João 10) o papel do Espírito Santo além de convencer a humanidade do pecado é capacitar para toda a boa obra segundo a Palavra.  O Senhor havia feito a sua parte cabia ao Espírito Santo concluir a Obra de Redenção, porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós. Agora é a Hora e a vez da atuação do Deus Espírito Santo, pois Cristo veio desempenhar uma tarefa de Redenção, um sacrifício de Cruz para que toda aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Cabia agora ao Deus Espírito Santo convencer ao homem do pecado e apontar Cristo, o Deus Filho como Caminho, Verdade e Vida, com base na Lei do Deus Pai. Enquanto Cristo estivesse aqui o Espírito Santo não viria (Jo. 7:39)  

                                            E quando Ele vier convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo...Ninguém é capaz de convencer a ninguém do erro sem o auxilio da pessoa do Espírito Santo, Ele é o único ser capaz de convencer o mundo do pecado. O Verdadeiro senso de Justiça e do juízo, como Deus Ele é o único capaz de trazer. Sem o Espírito Santo todos mergulham no pecado e perdem a consciência de Justiça e Juízo.

                                            Mas quando aquele Espírito de Verdade, ele vos guiará em toda a verdade... Jesus Cristo fez questão de ressaltar o Espírito de Verdade, para prevenir a Igreja do espírito da mentira, que concorre com o Espírito de Verdade. Assim como o Espírito Santo está disposto a conduzir o rebanho do Senhor na verdade, o espírito da mentira na outra ponta está apto conduzir o povo para a mentira, o engano. Lembrando que Cristo se identificou como própria Verdade em pessoa (Jo. 14:6) Nesta passagem Bíblica o Espírito Santo é apresentado como o ‘Espírito de Verdade’, partindo para essa linha Cristo é Verdade e o Espírito Santo, como o próprio nome já diz ‘Espírito de Verdade’.  

Rumo a Arca e a você com Dons Espírituais
                                    ...Porque não falará de sim mesmo...Não poderá falar de si mesmo somente, sendo um Deus único e trino terá que falar do Deus Filho e do Deus Pai em cada coração que se dispõe a servir como morada. Trata-se de um trabalho conjunto, onde todos se destacam. João em sua primeira Epistola escreveu que são três que testificam nos céu e na terra (1ª Jo. 5:7,8) há um acordo selado e inviolável entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Paulo encerra a segunda Carta ao Coríntios citando Pai, Filho e Espírito Santo.(2 Co. 13:14)

                                   ...Mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir...Tudo o que tiver ouvido de quem? É lógico do Pai e do Filho, revelará o que não está escrito revelará as profundezas de Deus, porque o Espírito Santo é o único ser capaz de investigar minuciosamente as profundezas de Deus, porque é intimo Dele(2 Co. 2:10,11) Nem tudo acerca de Cristo foi escrito(Jo.21:25)  há muitos mistérios para se revelar por isso o Espírito vos anunciará o que há de vir através dos Dons Espirituais. 

                                   O Espírito Santo está comissionado a proporcionar para a Igreja tudo aquilo que Cristo supriu, a Palavra e o Poder atuação. Quanto aos Milagres o acordo celeste entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo requer que seus seguidores sejam batizados nas águas pelos homens, ou seja, uma confissão pública de pecado e garantia que vai viver em novidade de vida, após esse ato, não precisamente nessa ordem, o Batismo no Espírito Santo, que logo em seguida à medida que a pessoa crer na Palavra de Deus expulsará demônios, Curará os enfermos e fará outras Maravilhas em Nome de Jesus (Mc 16:15-17) O Espírito Santo juntamente com Cristo intercedem diante do Deus Pai em favor daqueles que Amam e servem ao Senhor.(Rm 8:26,27)


           A Importância da Pessoa do Espírito Santo para o Pai e o Filho

                                            Cristo Jesus orientou a realizar o Batismo nas Águas em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, visando o grau de sua importância. (Mt 28:19) De acordo com o Senhor Jesus todo o pecado é perdoado e toda a Blasfêmia é perdoada, porém a Blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada. Deus não aceita nenhuma afronta contra o Espírito Santo como pessoa. Ora se o Espírito Santo fosse água do trono de Deus, ou um vento do céu ou até mesmo um fogo do altar, jamais seria exigido tanta reverencia a Ele. Sendo o Espírito Santo uma pessoa, deve ser tão respeitado, aí sim a exigência de Cristo passa a ter sentido. Desde quando Deus pede respeito à água, vento, fogo...?

         “Portanto eu vos digo: todo o pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a Blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens. E, se qualquer disser uma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe á perdoado, mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século e nem no futuro”.(Mt.12:31.32)  

                                            ...Todo o pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens...Cristo falou que todo o pecado tem perdão e toda a Blasfêmia também tem perdão, mas fez uma ressalva. A Blasfêmia contra o Espírito Santo não é admitida nem pelo Pai e nem pelo Filho. Blasfemar contra o Pai, o Filho e por fim contra o Espírito Santo é abusar demais da Graça Imerecida concedida. É como se a trindade não impusesse limites, e nem respeito aos homens. Seria uma impunidade divina se a humanidade afrontar ao Pai, Filho e Espírito e não sofresse as conseqüências disso. No ponto de vista de muitos Deus não estaria impondo o respeito a sua própria divindade inquestionável e inescusável.

                                            ...Mas a Blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada aos homens... A Blasfêmia contra o Espírito Santo é inadmissível por Deus Pai e Deus Filho. Blasfemar contra o Espírito Santo é um pecado de morte sem perdão. Cristo admite palavra contra si mesmo, todavia não tolera nenhuma palavra contra o Espírito Santo, isto demonstra que Jesus Cristo deseja que o Espírito Santo seja respeitado.

                                            ...Não será perdoado, nem neste século e nem no futuro... Isso indica que nem nos tempos atuais antes da Vinda de Cristo e nem no futuro em momento algum, em outros termos a Blasfêmia contra a pessoa Espírito Santo não é admitida e jamais será admitida.


                                O que é Blasfêmia contra o Espírito Santo?

                                       Definição de Blasfêmia: Praga, insulto, amaldiçoar, xingar, provocar a ira, agredi-lo com Palavras, ultrajar, palavra ímpia. Em resumo significa direcionar palavras de insultos, ultrajantes ou afronta grave contra uma pessoa ou tentar amaldiçoar.

                                   ...Se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado... A Pessoa que blasfemar, insultar, amaldiçoar, dirigir palavras de afronta contra a pessoa do Espírito Santo, jamais será perdoada, nem neste século e nem no século futuro. Ananias e sua mulher tentaram usar de enganou com o Espírito Santo e sabemos o resultado (At. 5:3,4) falamos contra uma pessoa quando afrontamos, contradizemos, acusamos, desprezamos, maltratamos com atos ou palavras, quando procuramos impedi-la, atrapalhá-la, quando mentimos ou procuramos enganar pessoas acerca Dele. Ou ainda quando atribuímos a ação do Espírito Santo ao Diabo ou aos homens de modo consciente. 


O Espírito Santo e a Igreja

                   “Pois bem pareceu ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas cousas essenciais.”(At.15;28)

                                        Pois bem pareceu ao Espírito Santo...Tem vontade própria, tem uma opinião formada, é um ser pensante e atuante que trabalha em parceria com a Igreja, quando se dispõe a trabalhar com Ele. E a nós impor maior encargo além destas cousas essenciais. Não exige além daquilo que é necessário. Sendo o Espírito Santo um ser impessoal como unção ou fôlego, não seria possível a sua atuação na Igreja. Todavia como pessoa ele tem o poder de agir, decidir e influenciar nas decisões.

                              A Igreja pode se alinhar perfeitamente à pessoa do Espírito Santo e trabalhar em conjunto. A Participação do Espírito Santo é essencial para as lideranças e para a Igreja. A comunicação de lideranças com o Espírito Santo é de vital importância para se tomar decisões.

  “E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Separai-me agora a Barnabé e a Saulo para a Obra que os tenho chamado”(At. 13;2)

                                  E, servindo eles ao Senhor, e jejuando... Verificamos aqui uma comunhão estreita da Igreja com Deus, no serviço ao Senhor, incluindo jejum para amortecer a carne. Infelizmente há igrejas que faltam no jejum, ou no serviço a Deus, o que dificulta a manifestação do Espírito Santo. Uma Igreja de Serviços a Deus levando uma vida de consagração incluindo jejuns é um Belo convite a pessoa do Espírito Santo.

                               Disse o Espírito Santo...A Igreja estava atenta à voz do Espírito Santo, todas as vezes que Ele é consultado Ele responde. Paulo e Barnabé haviam tratado alguma coisa com o Espírito Santo acerca da Obra, todavia a Igreja não sabia a vontade Dele. O Espírito Santo já havia Chamado pessoalmente a Paulo e a Barnabé para uma Obra a ser realizada.
                       “Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos Constituiu Bispos, para pastoreardes a Igreja de Deus, a qual Ele comprou com seu próprio sangue”(At. 20:28)



                  Espírito Santo é COMPARADO Com o Vento

                                            “O que é nascido da carne, é carne; e o que é nascido do espírito, é espírito. Não te admires de eu te dizer: Importa-vos nascer de novo. O Vento sopra onde quer ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito.”(João 3:6-8)

                          Isto não que dizer que o Espírito Santo seja um Vento forte e impetuoso, podemos afirmar seguramente que assim como um Vento Forte e impetuoso ele trabalha no centro do povo de Deus. O vento sopra onde quer, assim também o Espírito Santo sopra onde quer, sem que saibamos de onde ele vem e nem para onde ele vai. Quando nascemos do Espírito de Deus ficamos semelhantes ao Espírito Santo Forte e impetuoso no sentido de realizar a vontade do Pai e do Filho na terra através Dele.

                   “E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.”(At.2:2)

                                   E de repente... Ele quando é convidado chega de repente e costuma a transmitir algum som na igreja. O Espírito Santo sempre surpreende as pessoas porque ele é um ser surpreendente.

                                   ... Como de um Vento Veemente e impetuoso... Não se trata de um Vento Veemente e impetuoso que invadiu a igreja. Mas trata-se da maneira de como o Espírito Santo se manifestou na Igreja. Ele se manifestou semelhante a um Vento: Arrebatador, Intenso, Forte, Enérgico e Entusiástico.

                                            Arrebatador subtende-se como aquilo que arranca, provoca êxtase, desprende, O Espírito Santo nos tira com violência sem ferir ou força das garras da mal e da carnalidade. É intenso no sentido de contagiante, envolvente e irresistível, forte porque o individuo tira forças onde não tem. Enérgico provoca movimentos, dá vigor é uma espécie de energia vital; dá Entusiasmo, o que torna comum algumas ações e reações diversas. Entendemos que o ser humano é uma alma e alma tem sentimentos, desse modo o ser humano tem diferentes reações ao receber dentro de si a manifestação do Espírito Santo, na inauguração do Templo de Salomão alguns não podia estar de pé e o mesmo ocorreu no dia de pentecostes em Atos 2. O que demonstra um pouco de como pode ser a ação e reação de pessoas diante da manifestação da ação do Espírito Santo dentro de uma pessoa.

               As Línguas não eram de Fogo

“E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles”(At. 2:3)

                   ...E Foram vistas por eles línguas repartidas...Línguas aqui são conjuntos de palavras e expressões faladas por um povo, no caso seriam idiomas, dialetos como prova disso basta ler Atos 2:8-11. Onde encontramos outros povos de línguas como Partos, Ponto, Ásia, Mesopotâmia, Capadócia, Frigia, Egito, Líbia, Árabes e Cirene entre outros, onde cada estava ouvindo a mensagem na sua própria língua.

                   ... Como de Fogo... Seria Língua de Fogo? Não! Seria Como, Semelhante, igual a fogo, pelo que parece os irmãos foram tomados por um calor intenso, enquanto pousavam sobre a vida deles o dom de Línguas (1 Co. 12:10) Como Jesus assoprou sobre os discípulos, o Espírito Santo também assoprou sobre a igreja naquele dia e como pessoa repartiu o dom de línguas como achou que deveria. Sendo o Espírito Santo uma pessoa e não um vento ou fogo, ou pomba, ou água, ou sopro... Ele administrou as línguas para cada um no dia de Pentecostes.

                          “E foram todos cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.”(At. 2:4)

                            E foram todos cheios do Espírito Santo... Quando compramos um produto pedimos para que encha o vasilhame de tal produto. Exemplo: Como devo dizer alguém para encher o vaso de óleo? Devo dizer: Por favor, encha o vaso do Óleo! Ou devo dizer; Por favor, encha o vaso de Óleo? A pronuncia correta seria encha o Vaso de Óleo. Em Atos 2 as pessoas foram cheias do Espírito Santo e não cheias de Espírito Santo. Eles foram cheio Do Espírito Santo, isto quer dizer que Ele colocou algo de sua natureza divina dentro de cada um.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

Alessandro Gregorute é Apostolo? Ou Um Pastor que sem querer prega Heresias?

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU