QUEM FOI NA VERDADE JOÃO BATISTA?


Refutação: João Batista é a Reencarnação de Elias?


E eles lhe disseram: Era um Homem vestido de pelos, e com os lombos cingidos com um cinto de couro. Então disse ele: É Elias, o tisbita”
(2 Rs 1: 8)

                                            Algumas seitas religiosas e entidades informam com base nesse texto que João Batista era a reencarnação de Elias. Não podemos ficar isolado neste versículo. O que de fato era João Batista, a reencarnação de Elias? Ou Alguém com a mesma missão de Elias?

“E este João tinha o seu vestido de pêlos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre”
(Mc. 1: 6).

                          O Estilo de vida de Elias e o modo de se vestir dos dois é idêntico, no entanto, é comum encontrar naquele tempo homens com vestes de pelos e cintos de couro, como eles. Que escolheram morar nas cavernas do deserto por causa das dificuldades encontradas nos grandes centros.

                         Usam também o seguinte texto: “E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter o coração dos pais aos filhos e os rebeldes, à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.” (Lc. 1: 17)

                          A Virtude aqui citada é a Retidão, a Disposição firme na pratica do bem; as qualidades morais. Na Virtude e no espírito de Elias, sim, não quer dizer que Elias estava reencarnado em João Batista. Atendendo a regra do Espiritismo a qual ensina que para reencarnar tem que morrer, sabe-se que Elias foi arrebatado vivo numa carruagem de fogo para o céu, sem passar pela morte (2ª Rs. 2:1-11). Logo vem a pergunta como Elias pode reencarnar em João Batista se Elias não morreu? Não adiante dizer que Elias morreu se a Palavra de Deus declara que Elias foi levado ao céu com vida.
                          Nenhum texto sagrado afirma que Elias e João Batista eram a mesma pessoa, pelo contrário, eram diferentes, a começar do significa de seus nomes Elias = “Cujo Deus é Jeová”, enquanto João heb. Yohãnãn = “Deus teve Misericórdia” [João= Deus tem Piedade] A palavra Batista vem de seu oficio e vocação de Batizar. A missão de João assinala convidar o povo para fazer uma escolha das duas opções: Se arrepender de seus pecados aceitando a Cristo para ser salvo ou rejeita-lo para ser condenado (Lc 3:1-18) enquanto Elias convidava o povo a escolher entre Baal e o Verdadeiro Deus (1 Rs. 18: 21) depois Elias aparece no monte da transfiguração ao lado de Moisés com sua característica original, João Batista havia morrido onde estava? Ao ver Elias, Pedro não confundiu com João Batista (Lc. 9: 30-33) a semelhança entre a missão de Elias e João Batista era a de converter o coração dos pais aos filhos e os rebeldes à sabedoria dos justos, preparando para o Senhor Deus um povo bem disposto (Malaquias 4: 23,24 e Lucas 1: 17).
                          Confundir João Batista com Elias não é novidade, naquele tempo perguntaram a João Batista se ele era Elias, sua resposta foi: “Não sou” (Jo. 1: 19-23) Ora João Batista afirma com segurança que não é Elias, neste caso quem pode afirmar com segurança que João Batista é o Elias? Na Verdade João Batista atuaria com o mesmo espírito e poder de Elias, mas não seria a reencarnação de Elias, porque Elias não passou pela morte.  

João Batista, um Nazireu.

                                            

Examinando o livro de Números 6:1-21 sobre a Lei do Nazireado, além do Vinho, da Bebida forte, o Nazireu também não podia se alimentar com vinagre de vinho e nem de bebida forte (exemplo: álcool), sucos de uva, nem uvas secas ou frescas. Enquanto o voto durasse, não poderia comer nenhum derivado da videira desde a semente até a casca.

                                            É vedado o direito de passar a navalha no cabelo, tem que deixar o cabelo crescer livremente, até se cumprir tempo determinado para o fim da consagração do Nazireado. Um Nazireu não podia se aproximar de um cadáver, mesmo que esse cadáver fosse de seu pai ou de sua mãe, enquanto o voto durasse. Em caso de acidente de alguém vir a morrer ao lado do nazireu, o nazireu deverá rapar sua cabeça no sábado, que é o dia da purificação para os judeus, no oitavo dia deve levar dois pombinhos ou duas rolas para o sacerdote na porta da tenda. Encerramento do voto de Nazireado se deverá levar um cordeiro e uma ovelha ambos de um ano sem defeito como oferta de holocausto. O Cordeiro para sacrifício e pecado e a ovelha sacrifício de comunhão. Além de uma cesta de bolo de flor de farinha, sem fermento, amassado com azeite e tortas sem fermento (pois o fermento em algumas ocasiões simboliza o pecado) as tortas untadas de azeite acompanhadas de ofertas e libações.

                          Cabe ao sacerdote levantar tudo e apresentar diante de Deus apresentando o sacrifício pelo pecado e pelo holocausto. O sacrifício de Comunhão com o cordeiro com o bolo sem fermento e as ofertas e libações. Em seguida o nazireu junto à porta da tenda terá sua cabeça raspada, e seus cabelos queimados no fogo do sacrifício da comunhão. Depois seu cabelo raspado o sacerdote se aproximará do nazireu com a espádua do cordeiro assada, um bolo sem fermento e colocará na mão do nazireu. Diante disso o sacerdote fará gestos de apresentação diante de Deus. O Alimento é porção sagrada, pertence ao sacerdote. Daí em diante o Nazireu poderá beber vinho.

                          Ao abster-se de bebida alcoólica traduz-se como renuncia aos prazeres, que seu prazer é agrada ao Senhor, não se embriagar com o vinho, mas se encher do Espírito Santo (Ef. 5; 18) Não cortar o cabelo era um sinal de obediência, humildade e lealdade a Deus, sobre a sua cabeça estaria a unção de Deus, até os fios de seus cabelos são contados (Lc. 12:7) somente Deus é o seu cabeça. Evitar contato com os mortos, o contato com os mortos sempre foi visto como impureza no sentido físico e espiritual (Ageu 2: 13 /Nm 5:2) João Batista atendia a todos esses requisitos (Lc 7: 33) alimentava-se com mel silvestre e gafanhotos (Mc 1:6) seus cabelos eram longos, porque era Nazireu, Elias não era Nazireu.

                          João Batista cumpriu o voto de Nazireado feito por seus pais, durante toda a sua vida terrena (Lc. 7: 33)

Comentários

  1. jõao batista não tem nada a ver com elias, pois não tem nemhum respaldo biblico que eles são as mesmas pessoas pois na mnha biblia não falam nem tem reencarnação/

    ResponderExcluir
  2. Graça e paz Samuel! Voce não leu o artigo direitinho?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-Moderação nos comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

Curiosidades sobre Otavio César Augusto