Quem foi a mulher de Caim?


“E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu e teve a Enoque...”, (Gn 4:17).

Quem foi a mulher de Caim?
Constantemente dúvidas acerca da bíblia são apresentadas, e realmente existem narrativas que não são tão exaustivas, por esse mesmo motivo alguns questionamentos surgem baseados em conjecturas singelas de pessoas sinceras que almejam tão somente o devido esclarecimento de seus dilemas.
Enquanto outros por vez visam ridicularizar por meio de especulações irônicas e asseverações infundadas as quais são totalmente desprovidas do compromisso com a veracidade dos fatos, pois descartam lmprudentemente os pormenores do todo, formulando opiniões precipitadas. Seja qual for o motivo de sua curiosidade, a bíblia apresenta suas respostas que respaldam sua suprema autoridade e credibilidade, basta conferir!
A Bíblia responde
O relato bíblico nos informa que após a criação do gênero humano, Deus abençoou Adão e Eva e lhes ordenou: “Sedes fecundos, multiplicai-vos e enchei toda a terra” (Gn 1.27), posteriormente encontramos nas escrituras a menção de que o casal além de gerar Caim, Abel e Sete “tiveram outros filhos e filhas” (Gn 5:4), cumprindo a ordem que lhes eram devidas. Evidentemente todos os habitantes da Terra são descendentes do nosso ancestral Adão, conforme está escrito: “de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra” (At 17.26a), fato que anula completamente a imatura cogitação da existência de outros povos na terra que não sejam descendentes de Adão, pois a bíblia assegura-nos veementemente que Eva foi à mãe de toda a raça humana, conforme está escrito: “E deu o homem o nome de Eva a sua mulher, por ser mãe de todos os seres humanos”. (Gn 3.20).
Convém salientar que Adão viveu o suficiente para poder gerar inúmeros filhos, “Os dias todos da vida de Adão foram novecentos e trinta anos; e morreu”. (Gn 5.5). A bíblia nos informa que no inicio da humanidade a expectativa de vida era de aproximadamente 900 anos, no decorrer dos tempos sofremos duas alterações e os anos de vida humana foram reduzidos para 120 anos (Gn 6.3) e para 70 e 80 anos em (Sl 90.10).
Consideremos que os fatores climáticos e dietéticos juntamente com as favoráveis condições ambientais da época proporcionavam uma qualidade de vida superior, tornando completamente possível uma longevidade saudável, isenta de inúmeras doenças comuns nos tempos hodiernos.
Acreditamos por meio das narrativas bíblicas que tanto Abel quanto Caim eram adultos, devido as responsabilidades profissionais que ambos exerciam no campo (Gn 4.1-8). Provavelmente tinha inúmeros irmãos, fato que justifica o medo de Caim de uma possível vingança dos demais habitantes da terra por ter matado Abel (Gn 4.14). E a suposta mulher a qual Caim encontrou e se casou (Gn 4.17), é descendente do seu pai Adão e provavelmente era sua irmã, sobrinha ou sobrinha-neta. O relacionamento entre familiares no livro de gênesis é bastante comum.
Além da família de Adão, houve na família de Noé, após- dilúvio, na de Abrão, o pai da fé, que casou com sua irmã (Gn 20:12), e as filhas de Ló que coabitaram e conceberam do próprio pai (Gn 19. 30-38). Contudo tal prática foi posteriormente advertida “Nenhum homem se chegará a qualquer parenta da sua carne para descobrir a sua nudez. Eu sou o SENHOR”. (Lv 18:6). O incesto embora tenha sido necessário e permitido no início da história da humanidade para continuidade da raça, com o tempo tornou-se algo repugnante e imoral em toda cultura, sujeito a inúmeras anormalidades, devido ao acúmulo de deformidades genéticas carregadas pelos parentes consangüíneos, em seus códigos genéticos.
Todavia, tais anomalias congênitas não ameaçavam as primeiras famílias da terra que gozavam de uma saúde plena e abundante. Portanto convém ressaltar que em suma toda a população humana é descendente do notável casal Adão e Eva. Tal tese é cientificamente possível e comprovada por meio da biogênese lei biológica que afirma que: “vida provém somente da vida e que cada ser vivo descende de outro semelhante a ele”, e da fisiologia que confirma a unidade ontogenética, isto é, de que todos os homens procedem de uma mesma espécie, e a unidade filogenética, ou seja, de que todos os homens procedem de um mesmo casal.
De fato, a bíblia não menciona o nome da mulher de Caim, como diversos outros nomes também não são citados, entretanto vale salientar que quando a bíblia expressa que Caim “conheceu” sua mulher na narrativa de (Gn 4.17), o sentido original é “coabitou” e não “conheceu”. Coabitar significa “relações intimas”. Portanto a idéia de que a mulher de Caim era uma nômade desconhecida ou bárbara indigente que ele encontrou em suas peregrinações, conforme se especulam, é completamente infundada, pois é evidente que ambos já se conheciam por meio dos laços fraternais.
Concluímos que as narrativas das escrituras sagradas eliminam as discrepâncias incautas e elucidam as obscurecidades enigmáticas, apresentando fortes evidencias que exigem um sincero e autentico veredicto.
A Bíblia tem razão!

autor

Sidney Osvaldo Ferreira

Sidney Osvaldo Ferreira

Pastor presidente da Igreja Batista Evangelizadora, em Paulo Afonso - BA. Teólogo, Filósofo e Administrador. Casado com a nutricionista Vanessa Cristina.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

Jackie Evancho chegou ao 1º lugar dos tops norte-americanos após o anúncio da sua participação na Posse de Trump