Apenas 6 em cada 100.000 abortos na Inglaterra realizado para salvar a vida da Mãe


Por Myles Collier , Christian Post Contribuinte
10 agosto, 2012 | 11:47 am

Apenas 6 em cada 100.000 abortos que estão sendo realizadas na Inglaterra e País de Gales foram realizados para salvar a mãe de uma situação de risco de vida, um novo relatório foi encontrado. Isso significa que em 99,994 por cento do aborto é o bebê foi encerrado, embora a vida da mãe não estava em risco imediato.

O novo relatório divulgado pelo governo britânico destaca o alarmante número de abortos legais realizados nas últimas décadas com com apenas uma pequena fração está sendo realizado para salvar a vida da mãe.
De acordo com os números, que foram produzidos em resposta a uma pergunta parlamentar por Lord Alton de Liverpool, havia 6,4 milhões de abortos realizados em moradores da Inglaterra e País de Gales entre 1968 e 2011.
As estatísticas alarmantes revelam que menos de 150 dos 6,4 milhões de abortos realizados desde o aborto foi legalizado na Inglaterra foram realizados para salvar a vida da mãe.
Apenas 143 ou 0,006 por cento do número total de gravidezes terminadas foram realizados para salvar a vida da mãe ou para evitar lesões graves ou permanentes para a saúde física ou mental da mãe.
Mesmo quando o número é aumentado para incluir abortos realizados em uma gravidez contínua representaria apenas um risco elevado para a saúde da mãe, o número ainda não chega até meio por cento.

Abortos que caiu nesta ampla categoria atribuída a apenas 0,37 por cento, ou 23,778 abortos durante o período de 43 anos. Isso é pouco mais de 500 abortos por ano em média, em comparação com os abortos quase 150.000 que tiveram lugar a cada ano em média desde 1968.
"Quando a possibilidade de permitir o aborto legal foi a primeira colocada antes da [British] Parlamento, foi alegado que a lei precisava ser alterada para lidar com situações de extrema gravidade", segundo um relatório do Instituto Cristão na Grã-Bretanha.
"Mais de 6 milhões de abortos mais tarde, os números revelam que em 99,5% dos casos em que a vida de um feto é finalizada não há risco para a saúde da mãe ... outras figuras revelam que 3 meninas adolescentes tiveram 24 abortos entre eles e que alguns as mulheres tiveram mais de oito abortos legais ", o relatório CI acrescentou.
Sob a atual lei do aborto na Inglaterra dois médicos deverão assinar um formulário de encaminhamento antes que uma mulher pode ser permitido o aborto.
Mas uma investigação recente da Comissão Qualidade da Assistência à descoberta de que os hospitais estavam usando pré-assinados formas ou formas que tinham assinaturas fotocopiados sobre eles, o que permitiu o segundo médico para contornar a necessidade de consultar outro médico.
No ano passado, 189,931 abortos foram realizados em Inglaterra e País de Gales.

Read more at http://global.christianpost.com/news/only-6-in-every-100000-abortions-in-england-performed-to-save-life-of-the-mother-79815/#FgUCdYYoyIDYcVwl.99


Fonte:Christian Post

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

Jackie Evancho chegou ao 1º lugar dos tops norte-americanos após o anúncio da sua participação na Posse de Trump