Ex-mordomo do papa escreve carta pedindo perdão por “VatiLeaks”


Em sua casa, a polícia encontrou diversos documentos sigilosos do Vaticano e agora Paolo Gabriele será julgado


Ex-mordomo do papa escreve carta pedindo perdão por “VatiLeaks”

Paolo Gabriele, ex-mordomo do papa Bento XVI, escreveu uma carta ao pontífice pedindo perdão como anunciou seu advogado, Carlo Fusco, nesta terça-feira (24). Ele estaria pedindo desculpa pelo dor que causou ao líder máximo da Igreja Católica.
Em 23 de maio Gabriele, 46 anos, foi preso em sua casa no Vaticano depois da polícia encontrar uma série de documentos sigilosos do menor Estado do mundo. O escândalo desses documentos foi chamado de “VatiLeaks” uma comparação com o caso do WikiLeaks que divulgou diversos documentos secretos através da internet.


                  O advogado garante que seu cliente não fazia parte de um complô contra o papa, mas que queria ajudá-lo a fazer uma “faxina” na Igreja e por isso estaria juntando esses documentos. Porém muitos comentários diziam que o ex-mordomo não poderia ter agido sozinho e que pode ter sido usado como um bode expiatório.
                  Na carta onde pede perdão, Gabriele, que se sentava no banco da frente do papamóvel, pedia um “tipo de perdão que alguém buscaria de um amigo, um perdão espiritual e pessoal” conforme o relato de Fusco.
                  Segundo o jornal Estadão, essa carta está em posse de uma comissão formada por cardeais que investigam o escândalo.
                  Após o julgamento Paolo Gabriele terá que pedir outro tipo de perdão, o perdão judicial, caso seja perdoado por Bento XVI ele estará livre, caso contrário ficará preso em uma cadeia italiana, cumprindo o acordo existente entre o Vaticano e a Itália.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

Jackie Evancho chegou ao 1º lugar dos tops norte-americanos após o anúncio da sua participação na Posse de Trump