O Outro Evangelho


                                   Os Homens hoje em sua maioria conhecem vários livros, porem o mais importante de todos os livros, não conhecem, apenas ouviu falar ou leu alguma coisa a respeito. Não estão eles com suas mentes cativas a ensinos humanos? Jesus não cobrou de nós nenhum outro Evangelho além de Mateus, Marcos, Lucas e João. Nenhum outro livro, além da Escritura Sagrada, é cobrado por Deus. Seremos julgados pelo conteúdo da Lei de Moisés revelada por Deus e jamais pelo que está escrito em livros ou noutros Evangelhos.

 Lembremos de Paulo que há mais de Um Milênio; antes de Alan Kardec reprovou outros Evangelhos. Paulo põe o Evangelho Segundo o Espiritismo e dos Mórmons em dúvidas e suspeitas. Paulo sabia que além de Mateus, Marcos, Lucas e João, ninguém mais estava autorizado a escrever outro Evangelho, porque não era preciso. Assim como Paulo repudiava outros Evangelhos. Não devemos fazer o mesmo? Ou será que Paulo estava errado quando escreveu:

“Maravilho-me que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro Evangelho; o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o Evangelho de Cristo. Mas ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro Evangelho além do que já recebestes, seja anátema” (Gálatas 1:6-9)

           Maravilho-me que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro Evangelho... Paulo fica admirado já naquele tempo quando alguns dos cristãos passavam a deixa o Evangelho pregado por Mateus, Marcos, Lucas e João para abraçar outro Evangelho, estranho desde aquela época. Não é novidade tentarem escrever outro Evangelho. Hoje se divulga na mídia outros supostos Evangelhos como de Felipe, Tomé, Madalena e até Judas Iscariotes, sem contar com Evangelho dos Mormos, Evangelho segundo Espiritismo.
Restam algumas perguntas: São estes evangelhos confiáveis? Paulo aprovaria esses evangelhos? Será que essa turma não transtorna o Evangelho de Cristo causando confusões e distorções na cabeça das pessoas? Especialmente dos leigos?
           O qual não é outro... Quando Paulo diz que não há outro evangelho ele acerta, porque os Evangelhos apresentados por Mateus, Marcos, João e Lucas é inspirado por Deus e Verdadeiro. Esses quatro Evangelhos são suficientes para a base de crescimento de qualquer cristão.
                                   Os 04 oferecem a mensagem de modo genuíno e puro, sem precisar de acréscimos, subtrações ou expliações. O Evangelho de Cristo nos responde a todas as perguntas. E preenchem todas as lacunas do corpo, da alma e do espírito, o Evangelho de Cristo é o único capaz de suprir todas as nossas necessidades. 
           Mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o Evangelho de Cristo... São notáveis os transtornos no meio dos Cristãos causados por estes Evangelhos estranhos e duvidosos, recheados de verdades e mentiras.

Quantos...?
              Quantos Cristãos ignoram a existência do inferno pregado por Jesus? Quantas pessoas estão desprotegidas de Satanás porque foram ensinadas que Satanás não existe? Quantas pessoas estão se contaminando com demônios achando que estão se purificando?
              Quantas vidas estão às portas do Inferno e cativas por Demônios graças a esses evangelhos pregados por ai? Quantos até hoje não sabem ao certo o significado da crucificação de Cristo? Quantos confundem a Sagrada e santíssima pessoa do espírito Santo com falanges de demônios?
              Quantas vidas deixaram de acreditar na Palavra de Deus por aprenderem que a Bíblia é um livro de mitos e contos e muito antigo para os dias atuais?

 Mas ainda que nós mesmos... Podia ser os Evangelhos de Tomé, de Maria Madalena, de Felipe, de Judas, e até mesmo de Paulo, estes Evangelhos seriam recusados no meio dos Cristãos por que muitos impostores estavam dispostos a usar o nome deles para confundir os cristãos. Por outro lado havia um consenso entre os cristãos de não mais escrever Evangelhos, os existentes eram mais do que o suficiente para converter o mundo inteiro. Escrever outros Evangelhos seria um ato de desacato e afronta a Igreja do Senhor Jesus Cristo, logo seria anátema, amaldiçoado. Se os Evangelhos dos apóstolos seriam rejeitados, naquele tempo, imagine se estes Evangelhos que surgiram recentemente seriam aceitos naquela época?
                 Ou um anjo do céu vos anuncie outro Evangelho além do que já recebestes, seja anátema... Qualquer outro Evangelho além de Mateus, Marcos, Lucas e João seria amaldiçoado, Anátema, poderia ser trazido até por anjos.
                                   O Consenso para não se escrever outro Evangelho estava firmado nos céus e na terra, até os anjos estão proibidos de escrever ou apresentar outro Evangelho. Havia um temor que o Próprio Satanás e seus demônios disfarçados em ministros de justiça apresentassem outro Evangelho.  
                                   Então para evitar tal armação diabólica já existia um pacto selado na Igreja desde os tempos de Felipe, Tomé, Judas, Tiago, Maria Madalena, Paulo, Pedro, Barnabé entre outros para não apresentar mais nenhum Evangelho além de Mateus, Marcos, Lucas e João.

“E não é Maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da Justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras. (2 Co.11:14,15)

           E não é Maravilha... Não é impossível acontecer! Não é de se duvidar! Não será nenhuma surpresa! Nada de extraordinário ou surpreendente! Que Satanás e seus demônios auxiliares apareçam como anjos de luz, ou como ministros de justiça falando de caridade e boas coisas agradáveis aos ouvidos humanos ou ainda se disfarcem em algum ente querido justo para enganar e revelar segredos e ainda por cima apresentar outro Evangelho.
           Porque o próprio Satanás se transfigura em Anjo de Luz... Satanás tem o poder de Transfigurar-se, Transforma-se, Mudar de figura, falsear, o Diabo é um mestre de disfarces, se um homem é capaz de imitar a voz e até falsear a imagem de outra pessoa, será impossível satanás fazer o mesmo? Em nossa nação temos vários imitadores que imitam famosos. Paulo disse não é maravilha que Satanás se transforme em Anjo de Luz. Podemos confiar em todos os anjos de luz? Quando não acreditamos na existência do diabo fica fácil ele nos enganar?
           Em Anjo de Luz... Ora quem vai duvidar de um anjo de luz? Quem não vai confiar num anjo de luz? Quem não gosta de anjo de luz? Quem acha um anjo de luz feio, assustador? Quem se habilita a dizer que um anjo de luz é algo maligno? Quem pode suspeitar de um anjo de luz? Não seria um Anjo de Luz um disfarce perfeito?
           Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da Justiça... Não é surpresa e nem impossível os ministros do diabo, os quais se podem chamar de demônios, sejam capazes de fazer o mesmo; se transfigurando em Anjo de luz e ministros da justiça, se apresentando por ai como ministros justos, espíritos de luz, como santos, se transformando em pessoas justas que morreram e agora querem iluminar. 
                                   Fiquemos convencidos assim como satanás, os demônios podem falsear e se passar por alguém que não é, e se transformarem no que quiserem e se disfarçar em quem eles quiserem.
 Lembremo-nos de que o Espírito não tem forma, mas, pode adquirir a forma ou a imagem que desejar.
    Não podemos ignorar os ardis do Diabo e seus anjos decaídos, os quais podem se transfigurar no médico alemão Adolf Fritz, Allan Kardec, em qualquer Santo, pintor, poeta, artista, guia, Caboclos, Orixás, até extraterrestres e etc...
  Principalmente em pessoas próximas como pai, mãe, irmãos, avós, primos, e amigos falecidos. Estes espíritos malignos estão diariamente em nosso derredor como um leão buscando a quem possa tragar (1ª Pe 5:8) Pois estes demônios escutam nossas confissões a pessoas próximas, lêem cartas com informações sigilosas, e confissões secretas, assistem os altos e baixos de nossas vidas.

“Porque se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro Evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis” (2 Co. 11:4)

           Porque se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado... Andam apresentando por ai um Jesus complicado e diferente daquele apresentado por João, Lucas, Marcos e Mateus, apresentam um Jesus que não é divino, no espiritismo Jesus seria apenas um homem que alcançou a Perfeição.

                                   O Jesus que conhecemos através do Evangelho segundo escreveu Mateus, Marcos, Lucas e João é um Jesus Divino, um Deus juntamente com o Pai (João 1:1-3/ João 10: 30) capaz de controlar e ordenar o mar e a tempestade (Marcos 4: 35-41) o Cristo com poder de andar sobre as águas (João 6:16-21) com poder de multiplicar pães e peixes (Marcos 6: 30-44/ Lc 5: 1-11) O Dono da Vida capaz de Ressuscitar os mortos (João 11: 1-46/ Lucas 7: 11-17) Jesus expelindo demônios sem doutriná-los (Marcos 5: 1-14/ Mt 12: 22-32) cura as pessoas de qualquer enfermidade (Mateus 9: 1-8/ Lucas 5: 12-26/ Lucas 6: 17-19)
                                   O Jesus de Paulo tinha cabelo curto (1ª Co. 11: 14) ressuscitou, não reencarnou, tendo como testemunha mais de 500 pessoas (1ª Co 15:3-8) Os apóstolos doaram suas vidas pelo Evangelho de Mateus, Marcos, Lucas e João, estes evangelho hoje são divulgados nenhum dos apóstolos de Cristo deu a vida por eles e muito menos nós devemos doar nossas vidas as estes evangelhos medíocres e anátemas. Não merecem se quer o nosso tempo.

           Ou se recebeis outro espírito que não recebestes... Num centro, terreiro, sessão... Recebem vários espíritos, menos o Espírito Santo, o Espírito Santo não tira ninguém da razão e nem da consciência, e muito menos usa alguém como cavalo. Recebem Guias, Entidades, Orixás, espíritos de pessoas falecidas, santos e supostos espíritos de luz, que fazem uma miscelânea de verdades e mentiras enganando a muitos.
                                   Nos tempo de Tiago, Pedro, Moisés, João, Maria Madalena, Paulo entre outros, nenhum deles incorporavam espíritos.
                                   O Espírito Santo trabalha com a razão sem tirar a consciência, Paulo ensinou que devemos ser cheios do Espírito Santo e não de vinho (Ef. 5: 18,19) porque o vinho representa tudo aquilo que tira o ser humano da lógica, da consciência da razão, do bom senso, do juízo do raciocínio.
                                   O Espírito Santo trabalha com inteligência, sabedoria, instrução. Ele ensina tudo acerca de Cristo e sua mensagem. Trás a lembrança os Ensinos de Cristo. (Jo. 14: 26)

Jo. 14: 26 Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas,
e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito.

                                   Ele não desocupa, Ele mora na pessoa que o busca (1ª Co 6: 18,19) não deixa a pessoa esquecer as lições. Como exemplo: Quem sabia pintar? Continua pintando, sabia desenhar? Continua desenhando. Sabia escrever? Continua escrevendo, tem o dom de curar, continua curando, sem o auxilio de espíritos de pessoas falecidas.
           Ou outro evangelho que não abraçamos, com razão sofreis... O que acontece quando abraçamos outro evangelho além daquele que Cristo nos ensinou? Sofremos! Nossa vida perde a razão, ai vem à depressão, o desejo de suicídio, a falta de vontade de viver essa vida, a revolta.
                 Passamos a desejar a morte, ficamos indiferentes com Deus por achar que Ele está muito distante de nós? Quando está mais perto do que se possa imaginar. Quando vivemos outro evangelho o qual não é ensinado por Cristo, vivemos infelizes e sem esperança nessa vida. Sem contar que muitas vezes aceitamos o fracasso e passamos a aceitá-lo sem querer lutar para mudá-lo.


                           II.      Outro Evangelho

“Mas, ainda que nós, ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue Evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema”. (Gálatas 1:8)

           Mas, ainda que nós... Como já foi dito anteriormente o próprio Paulo já dispensa lançar um Evangelho, embora ele tenha bagagem para isso, mas dispensa. Paulo descarta ainda a possibilidade de ser feito outro Evangelho, até mesmo por um ou mais dos discípulos de Jesus, como Pedro, Filipe, Tomé, Barnabé, Tiago, Maria Madalena ou qualquer outro. Naquele tempo já havia um consenso para ninguém mais escrever outro Evangelho além de Mateus, Marcos, Lucas e João, para que não houvesse confusão.
           Ou mesmo Anjo vindo céu vos pregue Evangelho que vá além do que vos tenho pregado... Nem mesmo os Anjos seriam aceitos pela Igreja de Cristo se trouxesse outro Evangelho. O Apostolo Paulo apoiado pelas lideranças da Igreja estava de acordo que nenhum Evangelho mais seria escrito nem pelos homens e nem seria revelado por anjos.

Conclusão: Em resumo a revelação de Evangelho estava encerrada desde aquele tempo.

           Seja Anátema... Seja amaldiçoado, maldito, expulso do seio da igreja, excomungado, seja reprovado. O que Mateus. Marcos, Lucas e João escreveram já eram suficientes para o alicerce da igreja e para os cristãos em qualquer tempo e lugar. Assim sendo nenhum apostolo ou discípulo de Cristo se habilitaria escrever mais algum Evangelho. Caso contrário seria excomungado, amaldiçoados, reprovados, expulsos da Igreja com seus Evangelhos. Neste caso haveria um silencio no céu e na terra acerca de outros Evangelhos não havendo mais inspiração divina (Mt. 18:18-20).
                                   O Apostolo Paulo foi enfático nesta carta aos Gálatas, quando se trata de pregação do Evangelho além dos Evangelhos apresentados. A hipótese de apresentar outro Evangelho além de Mateus, Marcos, Lucas e João, foi descartada desde no inicio da igreja Cristã. Veja alguns motivos e finalidades de cada Evangelho Sagrado.

- Evangelho Segundo Mateus como o Messias Prometido com farta referencia ao Velho Testamento para os Judeus.

- Evangelho Segundo Marcos apresenta Cristo como àquele que tem o poder para Libertar os Homens do poder dos demônios e não doutrinar os demônios.

- Evangelho Segundo Lucas entra em detalhes minuciosos da Vida e Ministério de Cristo para responder qualquer dúvida.

- Evangelho Segundo João revela Cristo em sua intimidade, como pessoa humana e divina ao mesmo tempo, escreve para a Igreja Cristã.

                                   Assim se completa a Biografia autorizada de Cristo, isto convenceu aos demais apóstolos como Paulo, Pedro, Tiago, Judas, Filipe, Maria Madalena, Tomé e os demais não escrever mais Evangelhos e sim escreverem apenas algumas cartas a fim de endossar ainda mais os Evangelhos escritos. Por estarem completos sem precisar de nenhum acréscimo ou subtração.
                                   Se fosse necessário outro Evangelho com certeza seria o de Paulo, mas descarta-se porque Paulo auxiliou Lucas na Edição do Evangelho.

                                   Por esta razão o “Evangelho Segundo o Espiritismo” (Autor Alan Kardec?) é rejeitado pelos evangélicos. A obra é autentica? Quem pode nos garantir? Sua veracidade é questionada sempre que há oportunidade por ser composta de falhas e interpretações equivocadas. O Evangelho Segundo o Espiritismo” contradiz Novo Testamento e Principalmente o Velho Testamento, sem contar as contradições registradas dentro de si mesmo.  Distorce os Ensinos de Cristo, viola as Leis de Moises e rejeita os Profetas enviados por Deus.
                                   As Obras de Alan Kardec sempre são questionadas porque colocam em duvidas a Palavra de Deus, estas obras estão recheadas de heresias e deturpação da Mensagem de Cristo.

Comentários

Postar um comentário

-Moderação nos comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

GUERRA NA LÍBIA: IMAGENS E VÍDEOS FALAM POR SI