Jefferson critica procurador da República por frase sobre mensalão


Réu no processo, ex-deputado disse que Gurgel mistura assuntos para não se explicar

Do R7

Do R7
Um dos réus do processo do mensalão, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) criticou nesta quinta-feira (10) as declarações do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que se defendeu de insinuações sobre sua atuação no caso Cachoeira dizendo que quem o ataca “tem medo do mensalão”.

A conduta de Gurgel foi colocada sob suspeita depois que o delegado da Polícia Federal Raul Alexandre Marques Sousa falou à CPI do Cachoeira, na terça (8). Segundo parlamentares que acompanharam o depoimento, o policial disse que o inquérito da operação Vegas, que investigou os negócios do bicheiro Carlinhos Cachoeira, foi entregue à PGR (Procuradoria-Geral da República) em setembro de 2009.

Alguns políticos questionaram, então, o fato de Gurgel não ter tomado providências naquele momento. Em resposta, ele atribuiu as insinuações sobre seu trabalho a pessoas que estão “morrendo de medo” do julgamento do mensalão, que pode ocorrer ainda neste ano no STF (Supremo Tribunal Federal).

— É compreensível que algumas pessoas que são ligadas a mensaleiros tenham essas posturas de querer atacar o procurador-geral e querer também atacar ministros do Supremo com aquela afirmação falsa de que eu estaria investigando quatro ministros do Supremo Tribunal Federal.

Leia mais notícias no R7

Hoje, em um texto publicado em seu blog pessoal, Jefferson cobrou esclarecimentos de Gurgel e disse que o procurador mistura assuntos para não ter de se explicar.

“Como a defesa é o melhor ataque, em vez de defender suas ações, Gurgel atacou seus críticos, dizendo que as questões sobre a Vegas só foram levantadas como retaliação por antigos investigados do MPF e, principalmente, por pessoas que temem o julgamento do mensalão. Gurgel mistura para não ter que explicar”, escreveu o ex-deputado, que denunciou o escândalo do mensalão e foi cassado por quebra de decoro parlamentar.

Como representante do Ministério Público Federal, Roberto Gurgel pediu ao Supremo que condene 36 dos 38 réus do mensalão, entre eles o próprio Jefferson e o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

Curiosidades sobre Otavio César Augusto