MATEUS LEVI, O EVANGELISTA



 Mateus Levi


                                            Um dos Discípulos de Jesus foi encontrado no Cargo de Cobrador de Impostos, na Coletoria, havia cerca de 200 coletores de Impostos, Jesus escolhe justamente Mateus, por algumas razões muito especiais. Mateus de certo modo contabilizava tudo e repassava para os agentes do Imperador Romano.


                                            Sua conversão inicialmente causou repercussão entre os Escribas e Fariseus, que condenavam a sua atividade de Coletor de Impostos de Roma, odiavam-no por varias razões, entre elas o cobrador de Impostos era visto como um corrupto sem escrúpulos, sem Piedade, ganancioso, Egoísta e assim em diante. Todavia Mateus era mais odiado ainda porque era judeu e trabalha para os Romanos, no ponto de vista dos Judeus isso era Alta Traição, por vários motivos entre eles destacamos: Os Romanos como Opressores dos Judeus, limitavam os Judeus de liberdade, aliar-se aos romanos era trair seu povo e suas origens, um ato de oportunismo e covardia com seus compatriotas.

                                            Os Judeus não compreendiam como Mateus chegou a um Cargo de Tamanha confiança como Judeu dentro dos órgãos do Império Romana. Para obter a simpatia dos Romanos era preciso demonstrar muita fidelidade em diversos aspectos, ora para ganhar a confiança dos Romanos havia um preço a pagar, o Preço era a eterna desconfiança dos Judeus.


                                            Mateus era Culto, profundo conhecedor das Escrituras Sagradas, temente a Deus, homem de Visão aguçada, enxergava tudo ao seu redor com realismo, sabia aproveitar as oportunidades, dedicado, popular, franco observador de pouca fala, apesar de cobrador de impostos, demonstrava ser uma pessoa confiável, seguro de suas convicções. Na leitura do Evangelho escrito por ele encontramos quase uma centena de profecias do Antigo Testamento ligadas a Cristo, Mateus era homem de argumentos contundentes e praticamente irrefutaveis.       


                                            Filho de Alfeu, Mateus era da tribo de Levi, os descendentes de Levi são conhecidos como Levitas responsáveis pelos trabalhos no Templo e profundos conhecedores da Lei.                    


A Vocação de Mateus Levi (Mt. 9: 9-13/Mc. 3: 18).





Depois de Curar um Paralítico em Cafarnaum Jesus seguiu a trilha do caminho Comercial destino Acre e Damasco, neste trecho encontra Mateus Levi, o publicano, chefe dos fiscais de Impostos a serviço de Herodes, o tetrarca. Mateus [Mateus = hb. Mattityahu = Homem Fiel/ Dom de Deus, forma abreviada de Matatias] filho de Alfeu, possivelmente recebedor de direitos das alfândegas, a coletoria ficava próximo ao Mar da Galiléia. 




                                            Segundo a Tradição e os escritores cristãos contam que depois de realizar seu trabalho em território judeu e de escrever o Evangelho do Senhor Jesus no idioma hebraico, foi para o território gentio proclamar o Evangelho, a Etiópia foi o centro de suas atividades, faleceu como um mártir.


                                           Muitos dos publicanos, como cobradores de impostos usavam de desonestidade com o povo, escrevendo falsos relatórios financeiros, faziam coletas de impostos proibidos pelo próprio governo, cobravam impostos a mais e enganavam o governo nos valores de suas coletas. Para ocupar um cargo de Publicano era preciso ser amigo de confiança dos Romanos, ora sendo amigo dos romanos, automaticamente se tornava inimigo dos judeus, pois os judeus eram inimigos dos romanos. Pelo fato dos coletores cobrarem elevadas taxas de impostos do povo, e estarem muito alinhados com os gentios, eram extremamente odiados pelos judeus mais radicais.


                                            Mais tarde Mateus convidou Jesus para ir até a sua casa Como um obreiro hospitaleiro, não se preocupou com a quantidade de pessoas, realizou um banquete para todos. O Evangelista Marcos diz que Jesus ali estava vários cobradores de impostos e pecadores na mesa com os discípulos de Jesus (Mc. 2: 15) Lucas dá uma idéia mais ampla do evento refere-se a uma multidão de publicanos e outros. Coisa que muitos obreiros não oferecem nem para o mestre Jesus e muito menos para os pecadores e irmãos em Cristo. Todos comiam e bebiam na mesa de Mateus com Jesus. Embora tenhamos que salientar que Mateus era bem posicionado financeiramente e socialmente.

                                            Muito próximo dali estava alguns ‘doutores da Lei’ (escribas) e fariseus, talvez comendo alguns e doces e salgados com um pouco de bebida doce, imagino que enquanto comiam e bebiam perguntavam aos discípulos: Porque comeis e bebeis com os publicanos e pecadores? Eles não olhavam para o coração de Mateus em dividir o pão com ricos e pobres, sem se importar se eram justos ou ímpios.


                                            Esses escribas e fariseus estavam ali para criticar os discípulos e a Jesus com diretas e indiretas, com fofocas e conchavos, com soberba, julgando a todos como pecadores. Nota-se que os fariseus estavam conversando com os discípulos perto de Jesus para afrontá-lo. Criticavam os demais alegando que todos eram pecadores.


                                            A Resposta veio de forma imediata e precisa Jesus diz para os criticadores: “Não necessitam de médicos os que estão sãos, mas, sim os que estão enfermos. Eu não vim chamar os justos, mas. Sim, os pecadores, para o arrependimento” (Lc. 5: 31,32).

                                                                              

                                            Igreja é como Hospital, está cheia de pacientes com todos os tipos de enfermidades, nas quais Jesus utiliza instrumentos cirúrgicos como Homens e Mulheres de Deus com Dons e Frutos do Espírito, para Curar em Nome de Jesus. Oficina Mecânica onde os carros estão com defeitos mecânicos, não para jogar no ferro velho, mas sim para serem consertados e prestarem serviços aos que necessitam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMAGENS E VIDEOS DOS TSUNAMIS (MAREMOTOS) QUE ASSUSTARAM O MUNDO

NAAMÃ E O VALOR EM REAIS DE SEU PRESENTE PARA ELISEU

Curiosidades sobre Otavio César Augusto